segunda-feira, dezembro 28

REFLEXÃO SOBRE O DESTINO DA AMÉRICA LATINA

Átila da Silva

Pensarmos sobre questões ligadas ao aqui e agora ajuda a libertarmo-nos das visões do egoísmo ensimesmado, da sacralização do grotesco consumismo como instrumento de explicação da dinâmica teológica do relacionamento Deus-homem e homem-Deus, e da obviedade insana da busca pela felicidade própria como vocação desse cristianismo evangélico.

Como introdução ao que o professor Eduardo comenta e ilustrando nossa colocação inicial, lembramos das afirmações dos escritores-teólogos, muito bem considerados em nossa nação, Max Lucado, John McArthur e Bob Jones, no Larry King Show. Estes sairam em defesa do modo de vida americano (American way of life), abraçando a guerra como forma de expressão cristã. Será que pensaremos como eles?


Fonte:

Larry King: http://transcripts.cnn.com/TRANSCRIPTS/0303/11/lkl.00.html ; assista ao vídeo dessas declarações (em espanhol) in http://www.youtube.com/watch?v=gM-rKg7LKwI
Eduardo Galeano: http://transcripts.cnn.com/TRANSCRIPTS/0303/11/lkl.00.html

domingo, dezembro 13

QUESTÕES SOBRE A IDENTIDADE DE UM POVO...

O escritor e professor Eduardo Galeano incita os que gostam de boas perguntas (ATITUDE FILOSÓFICA) a reverem alguns aspectos importantes do passado de nossas Américas...

Veja seu livro "Patas arriba: la escuela del mundo al revés" no Google books. Leia a partir da página 3. Muito interessante!

sábado, dezembro 5

O PEREGRINO E AS DISTRAÇÕES NO CAMINHO 1

Átila da Silva
O peregrino vive a tensão de continuar convivendo com os valores e maneiras de ser e pensar da sociedade sem Deus 1. Jesus já havia previsto isso (Evangelho de João 17:14 a 16). Esse contexto traz a certeza de provocar fortes aflições ao peregrino (Evangelho de João 16:33), pois foi feito filho de Deus, tem uma nova história de vida sendo escrita e caminha no sentido contrário ao mundo que o cerca. Além disso foi feito luz em Cristo e sua influência espiritual avança contra os poderes espirituais que dominam o ambiente e pontecializam oportunidades para os descaminhos, para o endurecimento e obscurecimento do coração 2. Por isso irá sofrer.
Mesmo querendo seguir a Cristo, o peregrino pode manter atitudes que são verdadeiros obstáculos e o afastam do caminho de peregrinação. Nesta série abordaremos alguns deles.

Hoje, gostaríamos que você pensasse na habilidade que temos de julgar as pessoas. Fazemos isso porque perdemos a visão da caminhada. Enquanto julgamos os outros, abrimos mão da autorreflexão e perdemos a noção do que estamos fazendo ainda por aqui.
Este obstáculo é tão culturalmente aceito dentro e fora da comunidade de fé que parece menos prejudicial que outros "pecados graves". Existe ainda a maneira de adaptação deste procedimento condenatório do outro ao contexto eclesiástico. É sacralizado através do falso interesse do bem do próximo veiculado pelo pretexto da oração.

Essa reflexão pode ser vista na afirmação de Jesus no Evangelho de Mateus 7:1 a 5 (Lc.6:37; Jo.7:24) e também Paulo em 1 Coríntios 4:5. Se você é peregrino, lembre-se de que se não fechar sua mente e seu coração para o julgar do próximo, em qualquer situação, sendo ele certo ou errado, colocará com as próprias mãos obstáculos em sua própria peregrinação e acabará por estacionar no acostamento ou mesmo retroceder, levado pela normalidade de tal procedimento no mundo, evangélico ou não.
Abaixo alguns exemplos de julgamento que não deram certo... "Não julgue tão rapidamente. Nós não podemos!"

Eu o matei! (A mosca)

1 É interessante que a palavra grega para "sem Deus" seja átheos, ou seja, ateu. Veja Carta de Paulo aos Efésios.2:12.

2 Verifique a coerência dessas afirmações: Carta de Paulo aos Efésios 6:12; 2:1 a 3; Evangelho de Mateus 5:15,16 e 16:18.

Fontes: As fotos trazem os créditos. Os vídeos foram extraídos de campanhas publicitárias da Ameriquest Mortgag Company in Youtube.