quinta-feira, junho 23

NOVA LINHA DE MONTAGEM?

Átila da Silva para o CONTRA MÃOS
 
Uma cena do filme "Tempos Modernos", de Charles Chaplin, mostra o famoso "vagabundo" trabalhando em uma linha de montagem. Toda vez que vejo esse take, um link mental se acende e me leva a pensar em como o universo eclesiástico cristão tem a habilidade de ser produtor de modelos, mas não aqueles derivados da vontade de Deus, da Sua Palavra.

Multiplicam-se as formatações de projeto espiritual (Igreja com isso e aquilo; Igreja em isso e aquilo; Igreja em rede disso e daquilo)... assim também, as imitações de programas de culto e de 'jeitos de ser'.

Bem, o Verdadeiro Evangelho também se parece com uma linha de montagem(1), no sentido da produção de discípulos à imagem e semelhança de Jesus. Mas essa atuação traz libertação em todas as dimensões relacionais da vida e nunca alienação da alma e do espírito!

Cria-se um padrão, só que da liberdade que gera maturidade.

Acaba-se com a repressão e abre-se a porta do diálogo e da força do exemplo de vida.

O padrão aponta para o absoluto da Palavra de Deus em lugar dos 'achismos' e 'deliberações absolutistas' de lideranças que desejam deter o oráculo divino e atuam como atravessadores da fé.

Fecha-se a porta da incerteza e do evangelho sensitivo (O que se sente é a verdade!) e abre-se o portal monumental do Caminho Estreito onde o Senhor é o Pastor, tem a primeira e a última Palavra (Que não pode mentir!) e possui toda a autoridade de suprir as necessidades dos Seus filhos como Ele mesmo quer e segundo a Sua classificação de carências relevantes, importantes, imprescindíveis...

Mas como fazer um discípulo entender essa realidade se sua comunidade de fé investe em espiritualidade superficial e em modelos de formas de culto baseadas no sentimento personalizado, relativo e manipulável?

Quem sabe se esses irmãos começarem não só a negarem-se a si mesmos, mas também a toda essa onda de moda 'linha de montagem' evangélica sem reflexão e sem verdadeira base bíblica...

"Mas agora, abandonem todas estas coisas... e se revistam do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador..." (Cl.3 - NVI)

NOTAS:
(1). Veja como o apóstolo Paulo utiliza o substantivo grego "μιμητής" (mimetés) imitador, confirmando a verdadeira "linha de montagem":
Ef.5:1 - "Sejam imitadores de Deus, como filhos amados e andem em amor, como Cristo também os amou e Se entregou a Si mesmo"... 1Co.11:1, 1Ts.1:6; 2:14...

FONTES:
http://www.cineconhecimento.com/2010/07/charlie-chaplin-tempos-modernos-1936/ 

terça-feira, junho 7

SINTO VERGONHA DE MIM...

Átila da Silva para o CONTRA MÃOS

Alguns versos de Ruy Barbosa (1) chamam a atenção por sua atualidade. Eles nos ajudam a refletir se seguimos com o curso deste mundo ou avançamos pautados pelos valores de Cristo...  O que você acha? Veja: 
  
"De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem-se os poderes
nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
a rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto".

A poetisa Cleide Canton (2) aproveitou esses versos para vozear. Este foi visto e declamado pelo Prof. Nailor Marques Jr. (3), que autorizou-me, via e-mail, a postar o vídeo aqui. Nas incursões de pesquisa sobre o assunto encontrei outro vídeo com Rolando Boldrin. Veja os dois e reflita:
 
 

FONTES:
1. Ruy Barbosa - Obras Completas online:

2. Cleide Canton
http://www.paginapoeticadecleidecanton.com/principal.htm

3. Nailor Marques Jr
http://www.nailor.com.br/novo/